Gigantones e cabeçudos

Nota: Resultado de um trabalho de composição, de foto mais quadra, para uma t-shirt,com inspiração nos Gigantones e Cabeçudos das Festas da Agonia.

 

 

Gigantone e cabeçudo

Assim é o meu amor

Teima e luta contra tudo

Quer na alegria ou na dor.

 

Gigantone é o meu amor

Cabeçudo até mais não

Animado salta e dança

Se te vê meu coração.

 

 

Receita “Natal Feliz” 

Receita “Natal Feliz”
10854273_968717913142546_9046412463430186863_o
Num recipiente coloque:
300 g de paz;
150 de saúde;
1 chávena de compreensão;
6 gemas de alegria;
3 dl de amizade;
1 cálice de boa vontade;
Umas raspas de sorte;
1 colher de chá de surpresas(das boas 🙂 )
1 pitada de sorrisos.

Mexa bem todos os ingredientes até ficarem bem misturados. Reserve.

À parte bata as claras de amor em castelo. Junte-as ao preparado anterior e envolva tudo muito bem, com carinho, mas mão bem firme, até ficar uma massa fofa.
Com 50 g de convicção, unte uma forma de família, se possível da tetravó.
Polvilhe com um pouco de melancolia. Verta sobre ela a massa.
Está pronta a ir ao forno!

Leve ao forno, a 180 graus de família, durante a noite de consoada. Aguarde.
Estará pronta quando a estrela mais alta anunciar o nascimento do Menino Jesus.

Retire do forno e, enquanto arrefece, prepare uma calda de perseverança.
Num pequeno tacho coloque 250 ml de trabalho, 1 dl de paciência, 1 colher de sopa de atitude e 1 colher de chá de oportunidades. Junte-lhe 1 pau de prosperidade. Deixe levantar fervura e retire do lume.
Verta a calda ainda quente e polvilhe com açúcar de esperança.

Et voilá! Basta fatiar!

Bom apetite e… FELIZ NATAL!

(Nota: Também é muito deliciosa quando saboreada noutras alturas do ano… 🙂 )